Por
Gazeta Paços de Ferreira

18/02/2023, 0:00 h

159

NOVAS COMPETÊNCIAS, NOVAS RESPONSABILDADES

Munícipio Comentário Municipal Paulo Ferreira

Comentário Municipal

Os Municípios portugueses estão a ser confrontados com as transferências de competências em várias áreas por parte do Poder Central, nomeadamente na área da Saúde. Paços de Ferreira não é exceção e, nesta matéria, não regateamos esforços para assumir responsabilidades, desde que as mesmas se traduzam em mais e melhor proximidade.

Paulo Ferreira

 

Os Municípios portugueses estão a ser confrontados com as transferências de competências em várias áreas por parte do Poder Central, nomeadamente na área da Saúde. Paços de Ferreira não é exceção e, nesta matéria, não regateamos esforços para assumir responsabilidades, desde que as mesmas se traduzam em mais e melhor proximidade. 

 

Sempre acreditamos que o Poder Local, a maior expressão da conquista da Revolução de Abril, deve constituir-se como aliado das populações, desde logo pelo conhecimento real e objetivo dos problemas que afetam a vida dos nossos concidadãos.

 

No caso da Saúde, haverá certamente uma primeira fase em que a Câmara Municipal, consciente do seu papel e das suas próprias dificuldades, estará em condições de contribuir para melhores condições seja para quem usufrui dos serviços, seja para quem presta este serviço de relevante papel social. 

 

Por essa razão, a Câmara Municipal assumiu que será construído um novo Centro de Saúde na cidade de Paços de Ferreira (junto às Piscinas Municipais) e será requalificado o Centro de Saúde da cidade Freamunde. Todos sabemos o quanto é necessário melhorar as instalações físicas destes dois equipamentos e dotá-los  de condições capazes à implementação de novos serviços, modernos e eficientes, ao nível do atendimento, durante 24 horas.

 

Sabemos, como toda a população sabe, que a Câmara Municipal de Paços de Ferreira, a exemplo de muitas outras autarquias, não tem recursos financeiros inesgotáveis e que, portanto, toda esta “revolução de proximidade”  requer um envelope financeiro suplementar, seja através de fundos comunitários, seja por via de transferências da Administração Central.

ASSINE GAZETA DE PAÇOS DE FERREIRA

 

No entanto, ao contrário do passado e do tempo em que os governos do PSD acenavam com a cenoura na ponta da cana de pesca, e que, em boa verdade, apenas enganava os mais incautos, a governação atual do Município segue o seu percurso calcorreando trilhos sólidos e pisando terra firme. Queremos corresponder às angústias e aos anseios da nossa comunidade, aplicando uma política de contas certas e de falar verdade, tendo como princípio sermos a solução e não o problema.

 

Nesse sentido, estamos confiantes que a nossa comunidade pode e deve almejar por dois equipamentos de saúde modernos, capazes de dar resposta a todas as solicitações evidentes, sem que para tal seja necessário reafirmar que cada passo dado por este Executivo é um passo firme e seguro para transformar o nosso concelho num território equipado de serviços de primeira necessidade!

 

Sim, continuamos a fazer, fazendo todos os dias, mais e melhor por todos. Por todos, sem exceção!

 

Paulo Ferreira 

 

Opinião

Opinião

O sindicalismo policial e o direito à greve

19/05/2024

Opinião

CXXV – A Lei sobre Política Criminal (x)

19/05/2024

Opinião

A História do Terreno do SC Freamunde

18/05/2024

Opinião

“Já se pode tomar um fôlego, padre Martins”

18/05/2024