Por
Gazeta Paços de Ferreira

24/11/2022, 0:00 h

319

MUNICIPIO | COMENTÁRIO |

Comentário Municipal

No final de 2022 prevemos que o rácio do endividamento fique nos 135% e, portanto, o excesso do endividamento que se verificava desde 2013 (mais de 50 milhões de euros – rácio de 364%), e que nos levou à rutura financeira (falência), e nos obrigou a aderir ao FAM, já vai passar à história.

A sua conta não tem accesso a este artigo

Opinião

Opinião

O sindicalismo policial e o direito à greve

19/05/2024

Opinião

CXXV – A Lei sobre Política Criminal (x)

19/05/2024

Opinião

A História do Terreno do SC Freamunde

18/05/2024

Opinião

“Já se pode tomar um fôlego, padre Martins”

18/05/2024