Por
Gazeta Paços de Ferreira

18/03/2023, 0:00 h

323

Menopausa – o que esperar ?

Opinião Saúde

OPINIÃO - SAÚDE

A menopausa é o momento na vida da mulher no qual as menstruações terminam de forma permanente, deixando assim de poder engravidar. Na grande maioria, ocorre entre os 45 e os 55 anos, sendo que a idade média são os 51 anos.

Carolina Fortunato Carneiro

A menopausa é o momento na vida da mulher no qual as menstruações terminam de forma permanente, deixando assim de poder engravidar. Na grande maioria, ocorre entre os 45 e os 55 anos, sendo que a idade média são os 51 anos. 

Na prática, trata-se de um período na vida da mulher que, apesar de normal, se pode associar a diversas alterações no organismo motivadas pela diminuição dos níveis de estrogénio (hormona sexual feminina predominante). Essas alterações podem iniciar-se anos antes da menopausa e prolongar-se por vários anos, dependendo das características de cada mulher. Numa fase pré-menopausa, podem surgir irregularidades menstruais, levando depois à cessação definitiva da menstruação que define a menopausa. Após entrar em menopausa, não é normal voltar a ter perda de sangue vaginal; pelo que se tal acontecer deverá ser feita uma avaliação médica. 

É frequente o surgimento de alterações do humor, como estados de maior ansiedade e irritabilidade, e alterações do sono. Os sintomas vasomotores, conhecidos como “calores”/”fogachos”, estão presentes na maioria das mulheres com diferentes intensidades. Estes consistem numa sensação de calor e vermelhidão súbita na parte superior do corpo (tronco, pescoço e face) e sudorese (suor), que pode durar alguns segundos a vários minutos, ocorrendo esporadicamente ou várias vezes ao longo do dia. Surgem mais frequentemente durante a noite causando perturbações do sono.

De forma a reduzir estes sintomas, sugere-se perda de peso nas mulheres com excesso de peso/obesidade, prática de exercício físico regular, evitar alimentos picantes e eventos de vida stressantes. Caso ocorram sintomas noturnos, pode ser útil não ter uma temperatura muito elevada no quarto e utilizar várias camadas de roupa.

ASSINE GAZETA DE PAÇOS DE FERREIRA

Podem ainda surgir sintomas de secura na vulva e vagina, podendo associar-se a ardor e comichão. 

Com a menopausa há aumento do risco de perda de massa óssea com maior risco de farturas e maior risco de doenças cardiovasculares. Assim, deveram ser adoptadas medidas de estilo de vida saudáveis como uma alimentação equilibrada, evicção do tabagismo e prática de exercício físico.

A menopausa é uma fase da vida da mulher desafiante, mas que deve ser encarada com tranquilidade e, se os sintomas tiverem importante perturbação da qualidade de vida, deverá ser procurada avaliação médica dado que existe tratamento que poderá ajudar a enfrentar este período.

Carolina Fortuna Carneiro, Médica Interna de Ginecologia e Obstetrícia

Opinião

Opinião

“A NOVA DEPENDÊNCIA DO SÉCULO”

12/07/2024

Opinião

A Rotunda do Mercadona e a falta de Civismo

12/07/2024

Opinião

Serviços públicos essenciais: consumos mínimos ‘mascarados’?

11/07/2024

Opinião

Na troca de brindes: direito ou favor? Seja lá o que for, não se ‘baralhe’… o consumidor

11/07/2024