Por
Gazeta Paços de Ferreira

09/04/2022, 0:00 h

135

A IMPORTÂNCIA DA FERROVIA PARA O CONCELHO E PARA A REGIÃO

Munícipio Comentário Municipal Opinião Paulo Ferreira

A construção da nova linha ferroviária do Vale do Sousa, que servirá cerca de 300 mil habitantes, é hoje, além de um imperativo nacional de coesão social e territorial, uma necessidade urgente.

Atendendo à crise económica em que vivemos, resultante do contexto global e da situação de guerra na Europa, o Presidente Humberto Brito apelou esta semana ao novo Governo e, em particular, ao Ministro Pedro Nuno Santos, reconduzido no Ministério das Infraestruturas, para que o processo com vista à construção da nova a Linha Ferroviária do Vale do Sousa ganhe novo impulso. Não posso estar, senão, totalmente solidário e de acordo com esta justa reclamação!

 

Com efeito, o brutal aumento do preço dos combustíveis provoca um efeito negativo e devastador na economia, afetando famílias, trabalhadores e empresas. Este aumento, que não deverá ser conjuntural, provoca diretamente o aumento do preço dos transportes rodoviários de combustão, já para não falarmos da imprevisibilidade dos mercados mundiais, com sucessivos aumentos nos custos de matérias-primas e de produção.

 

É por isso que a construção da nova linha ferroviária do Vale do Sousa, que servirá cerca de 300 mil habitantes, é hoje, além de um imperativo nacional de coesão social e territorial, uma necessidade urgente.

 

A construção da nova Linha Ferroviária do Vale do Sousa faz parte do plano estratégico do nosso país como projeto de investimento de interesse nacional. É hoje ainda mais evidente que este meio de transporte é a melhor solução, até para conseguirmos cumprir as metas propostas pela União Europeia para a descarbonização.

 

O Ministro Pedro Nuno Santos conhece bem esta realidade. Esperamos, e tudo continuaremos a fazer, para que a Linha Ferroviária do Vale do Sousa, cujos estudos já estão em fase adiantada, avance com a máxima velocidade possível. Ontem era tarde!

 

Paulo Ferreira

 

Opinião

Opinião

O sindicalismo policial e o direito à greve

19/05/2024

Opinião

CXXV – A Lei sobre Política Criminal (x)

19/05/2024

Opinião

A História do Terreno do SC Freamunde

18/05/2024

Opinião

“Já se pode tomar um fôlego, padre Martins”

18/05/2024