Por
Gazeta Paços de Ferreira

19/01/2023, 22:00 h

507

EXERCÍCIO E ATIVIDADE FÍSICA (34) | A IMPORTÂNCIA DO EXERCÍCIO NO COMBATE AO EXCESSO DE PESO

Desporto Destaque Saúde

Muitos estudos confirmam que o exercício feito de forma regular, faz aumentar a capacidade metabólica, queimando de forma mais eficaz as reservas de gorduras acumuladas no tecido adiposo.

 

Quando se se abordam as questões de perda de peso, há uma imediata tendência de se ajustar uma dieta alimentar. Se esta é uma necessidade básica para tal, não deixa de ser importante referir que a única forma de perder peso, será adicionar a prática do exercício aeróbio.  Como refere a Dr.ª Barbara Hewitt da universidade da Califórnia: “uma alimentação nutritiva acompanhada dum estilo de vida saudável que inclui o exercício regular, é sem dúvida a melhor forma de se perder os quilos que tem a mais, impedindo que regressem”.

Os hábitos alimentares deverão ser criados desde a tenra idade, pois em estudos realizados, 3 em cada 10 crianças entre os 2 e os 5 anos já apresentam excesso de peso e 12.5% são obesas. Outros estudos atestam que na faixa etária dos 7 e 8 anos, a prevalência para o excesso de peso é de 32% e da obesidade de 13.9% e ainda entre os 11 e 15 anos, o total de prevalência de excesso de peso é de 28.2% e da obesidade de 11.3%. Um quadro muito negro tendo em conta o futuro, uma vez que as crianças com um registo elevado de obesidade, têm maior risco de se tornarem adultos obesos e cedo iniciarem um processo de doenças, como sejam a diabetes, a hipertensão ou o colesterol.

ASSINE GAZETA DE PAÇOS DE FERREIRA

Muitos estudos confirmam que o exercício feito de forma regular, faz aumentar a capacidade metabólica, queimando de forma mais eficaz as reservas de gorduras acumuladas no tecido adiposo.

Como metodologia a ter em atenção, proponho a realização de exercícios do tipo aeróbio, pelo fornecimento equilibrado e constante de oxigénio, que faz refletir os indicadores que fazem desencadear os “queimadores” do metabolismo.

Como exemplo, temos: Jogging (correr de forma lenta ao ar livre, tipo passeio) ou usar o tapete rolante; caminhar, subir escadas, remar, dança e ciclismo, tendo em atenção aos terenos planos e o bom uso da bicicleta adaptada à morfologia constitucional de cada utilizador; pode ainda utilizar alguns pesos leves, fundamentalmente os que implicam contrações dos músculos abdominais e dorso lombares.

Deveremos ter em atenção numa primeira fase a periodização de 3 a 4 vezes por semana e num tempo nunca inferior a 1 hora em cada sessão.

Como sempre o refiro, na realização de qualquer plano de exercícios, deverá explorar ao máximo a oportunidade de o realizar com prazer, divertimento e muita alegria …e também com algum suor à mistura!...

Obs Na próxima edição abordarei a importância do exercício físico no controlo da gravidez.

José Neto: Doutorado em Ciências do Desporto; Docente universitário; Investigador.

 

Opinião

Opinião

“Dar mais vida às coisas para dar mais vida à vida”

13/06/2024

Opinião

A ‘REPARAÇÃO’ ÀS EX-COLÓNIAS

12/06/2024

Opinião

REPARAR EM VEZ DE SUBSTITUIR PARA UM RADIOSO DEVIR

11/06/2024

Opinião

PORTUGAL NA VANGUARDA DA MOBILIDADE SUSTENTÁVEL

9/06/2024