O Agrupamento de Escolas de Frazão tem a trabalhar consigo desde novembro um “artista residente”.

O Programa Nacional de Promoção do Sucesso Escolar abriu candidaturas à conceção de Planos de Desenvolvimento Pessoal, Social e Comunitário (PDPSC), no âmbito da promoção do sucesso e inclusão educativos a todas as Escolas do Continente. Os Planos de Desenvolvimento Pessoal, Social e Comunitário enquadraram-se nas medidas de apoio ao acompanhamento dos alunos no regresso às aulas presenciais, após o início da pandemia no ano letivo anterior. Os objetivos destes planos assentavam essencialmente no acolhimento dos alunos, no reforço das suas aprendizagens, na dinamização de atividades promotoras de bem-estar psicológico, no fomento de competências sociais e na interação com a comunidade.

O nosso Agrupamento candidatou-se e viu aprovada a contratação de um “artista residente”, que, em colaboração com os outros elementos da comunidade educativa, pretendia implementar medidas de  intervenção comunitária, de erradicação do bullying, de promoção de competências socioemocionais, de desenvolvimento de confiança e gosto pela escola através da arte, entre muitas outras.

Apesar das contingências causadas pela pandemia, em que uma parte do tempo fomos “arrastados”novamente para o ensino à distância, o nosso artista residente, Professor Paulo Caixa, foi desenvolvendo em articulação com o Professor Nautílio e com os docentes das turmas algumas atividades.

No 2º e 3º ciclos foi criada a rádio e o Clube de Ritmos e Poesia (à base do Hip Hop). Nas aulas dse português os alunos criaram rimas com temáticas alusivas à pandemia e à escola. Essas rimas deram origem a três temas musicais que aguardam a gravação dos videoclipes que serão, depois, divulgados na comunidade. Foram envolvidos todos os alunos do 7º, 8º e 9º anos.

No 1º ciclo o projeto pretende desenvolver o instrumental Orff que consiste em explorar os instrumentos Orff, em desenvolver a criatividade dos alunos, construindo frases rítmicas e melodias de impovisação, procurando potenciar a capacidade de cada aluno. Em simultâneo, serão criados instrumentos em material reciclável, enquadrando assim, também, o nosso Programa Eco- Escolas.

Cremos ser de louvar que o nosso Agrupamento foi dos poucos a nivel nacional a apostar na contratação de um “artista residente” o que revela a importância que é dada às Artes no desenvolvimento integral dos nossos alunos. A título de exemplo, a maioria das propostas apresentadas incidiu na psicólogos educacionais e sociais.

O nosso Agrupamento vê as Artes como uma aposta forte na abordagem multidisciplinar e comunitária que permite uma intervenção educativa de apoio à criação de condições pessoais e sociais dos nossos alunos e da comunidade em geral.

Relembro que o Teatro e o Cinema também fazem parte da nossa Oferta curricular.

E, assim, vamos minimizando os efeitos da pandemia, procurando ter alunos felizes!

Rosário Rocha

ASSINE E DIVULGUE GAZETA DE PAÇOS DE FERREIRA

ASSINATURA ANUAL DA EDIÇÃO ELECTRÓNICA – 10 EUROS

ASSINATURA ANUAL DA EDIÇÃO IMPRESSA (COM ACESSO GRATUITO À EDIÇÃO ELECTÓNICA) 20 EUROS